Sistema de negociação de emissões traduction francais

Sistema de negociação de emissões traduction francais

Script de taxas ao vivo em Forex
Testador de Forex 2 sem dados
Teclado Forex


Tendência de alta e tendência de baixa Revisão de sinais forex itm Forex tester 2 5 crack Propagação da chamada de opção binária Taxas de Forex nz Taxa de imposto federal para opções de ações Opções de negociação vs forex Revisão de opções binárias baixas altas

Sistema de comércio de emissões traduction francais As partes com compromissos no âmbito do Protocolo de Quioto (Partes do Anexo B) aceitaram metas para limitar ou reduzir as emissões. Essas metas são expressas como níveis de emissões permitidas ou "quantidades atribuídas", & rdquo; durante o período de compromisso de 2008-2012. As emissões permitidas são divididas em unidades de quantidade atribuída & rdquo; (AAUs). O comércio de emissões, conforme estabelecido no Artigo 17 do Protocolo de Quioto, permite que os países que possuem unidades de emissão poupem - emissões permitidas mas não "usadas" - para vender esse excesso de capacidade a países que estão acima de suas metas. Assim, uma nova mercadoria foi criada na forma de reduções ou remoções de emissões. Como o dióxido de carbono é o principal gás de efeito estufa, as pessoas falam simplesmente em comércio de carbono. O carbono é agora rastreado e negociado como qualquer outra mercadoria. Isso é conhecido como o "mercado de carbono". Mais do que unidades de emissões reais podem ser negociadas e vendidas sob o esquema de comércio de emissões do Protocolo de Quioto. As transferências e aquisições dessas unidades são rastreadas e registradas através dos sistemas de registro no âmbito do Protocolo de Quioto. Um registro de transações internacionais garante a transferência segura de unidades de redução de emissões entre países. A fim de abordar a preocupação de que as Partes possam "exagerar" as unidades e subsequentemente não conseguir cumprir suas próprias metas de emissões, cada Parte deve manter uma reserva de UREs, RCEs, UQAs e / ou URUs em seu registro nacional. Essa reserva, conhecida como "reserva do período de compromisso", não deve ficar abaixo de 90% do valor atribuído pela Parte ou 100% de cinco vezes o estoque revisto mais recentemente, o que for menor. sobre modalidades, regras e diretrizes para o comércio de emissões de acordo com o Artigo 17 do Protocolo de Quioto, mais & gt; & gt; sobre as modalidades de contabilização dos montantes atribuídos nos termos do Artigo 7.4 do Protocolo de Quioto, mais & gt; & gt; Consultas Públicas. Ao desenvolver políticas e legislação, a Comissão Europeia consulta amplamente os cidadãos e as partes interessadas da UE através, inter alia, de consultas públicas. Queremos aprender com suas experiências e opiniões diretamente. As consultas públicas permitem-lhe expressar os seus pontos de vista sobre aspectos fundamentais das avaliações de impacto para as propostas da Comissão em preparação, bem como sobre os elementos-chave das avaliações das políticas existentes. Eles estão abertos ao público por um período mínimo de 12 semanas por padrão. Abaixo, os questionários das consultas abertas sobre as políticas da DG Ação Climática. Para uma visão completa das consultas públicas lançadas pela Comissão Europeia, consulte 'A sua voz na Europa'. Para receber mais informações sobre consultas públicas abertas via e-mail, inscreva-se na página de notificações da Comissão. Questionários para as consultas relativas às políticas da DG Ação Climática: Isenção de responsabilidade: Nem a Comissão Europeia nem qualquer pessoa agindo em nome da Comissão pode ser responsabilizada pelo conteúdo e pela utilização que possa ser feita da informação contida nas respostas à consulta pública. Ao desenvolver políticas e legislação, a Comissão Europeia consulta amplamente os cidadãos e as partes interessadas da UE através, inter alia, de consultas públicas. Queremos aprender com suas experiências e opiniões diretamente. As consultas públicas permitem-lhe expressar os seus pontos de vista sobre aspectos fundamentais das avaliações de impacto para as propostas da Comissão em preparação, bem como sobre os elementos-chave das avaliações das políticas existentes. Eles estão abertos ao público por um período mínimo de 12 semanas por padrão. Abaixo, os questionários das consultas abertas sobre as políticas da DG Ação Climática. Para uma visão completa das consultas públicas lançadas pela Comissão Europeia, consulte 'A sua voz na Europa'. Para receber mais informações sobre consultas públicas abertas via e-mail, inscreva-se na página de notificações da Comissão. Questionários para as consultas relativas às políticas da DG Ação Climática: Isenção de responsabilidade: Nem a Comissão Europeia nem qualquer pessoa agindo em nome da Comissão pode ser responsabilizada pelo conteúdo e pela utilização que possa ser feita da informação contida nas respostas à consulta pública.

Sistema de comércio de emissões traduction francais → A emissão de gases, como o dióxido de carbono, deve ser estabilizada no nível atual. [padrões, níveis] deissions. → Nova York adotou novos padrões de emissões mais rigorosos para carros. → As normas estarão relacionadas à qualidade do ar ambiente e aos níveis de emissão de veículos. emissões (= substâncias libertadas) emissions fpl. → As emissões de enxofre das usinas siderúrgicas se tornam chuvas ácidas. Emissões de dióxido de carbono de dióxido de carbono. Emissões de gases de efeito estufa. emissões de escape de gaz d'échappement. → Seu objetivo é reduzir os níveis tóxicos de emissões de escape do veículo. →. carros elétricos de emissão zero. sistema de negociação n. sistema de negociação automatizado system n. sistema de transacções automatisées intermarket trading system n. sistema eletrônico de cotação baseado na tela sistema de negociação eletrônica n. système électronique de négociation Sistema de negociação automatizado MONEP n. sistema de operações automáticas do sistema de negociação assistida por computador MONEP n. système informatique de cotation emission n. emissão. Exemples et traductions en contexte. Alfabetização Index. Bienvenue au dictionnaire Collins Anglais-Français. Tapez le mot que vous cherchez em haut de l & # 39; écran. Notre dictionnaire vous affichera l & # 39; entrée la plus proche ainsi that des suggestions d & # 39; entrées similaires.

Sistema de comércio de emissões traduction francais A frase colocar um preço no carbono tornou-se agora bem conhecida com o crescimento do ímpeto entre os países e as empresas para colocar um preço na poluição de carbono como um meio de reduzir as emissões e direcionar o investimento para opções mais limpas. Então, o que significa colocar um preço no carbono e por que muitos líderes governamentais e empresariais o apóiam? Existem vários caminhos que os governos podem seguir para precificar o carbono, todos levando ao mesmo resultado. Eles começam a capturar o que é conhecido como os custos externos das emissões de carbono - custos que o público paga de outras formas, como danos às plantações e custos de saúde causados ​​por ondas de calor e secas ou à propriedade de inundações e aumento do nível do mar - e amarrá-los às suas fontes através de um preço de carbono. Um preço em carbono ajuda a transferir o ônus do dano para aqueles que são responsáveis ​​por ele e quem pode reduzi-lo. Em vez de ditar quem deve reduzir as emissões de onde e como, um preço de carbono dá um sinal econômico e os poluidores decidem se descontinuam sua atividade poluente, reduzem as emissões, ou continuam poluindo e pagando por isso. Desta forma, a meta ambiental global é alcançada da maneira mais flexível e de menor custo para a sociedade. O preço do carbono também estimula a tecnologia limpa e a inovação do mercado, alimentando novos condutores de baixo carbono do crescimento econômico. Existem dois tipos principais de precificação de carbono: sistemas de comércio de emissões (ETS) e impostos sobre carbono. Um ETS - às vezes chamado de sistema cap-and-trade - limita o nível total de emissões de gases de efeito estufa e permite que as indústrias com baixas emissões vendam suas permissões extras a emissores maiores. Ao criar oferta e demanda por permissões de emissão, um ETS estabelece um preço de mercado para as emissões de gases de efeito estufa. O limite ajuda a garantir que as reduções de emissão necessárias ocorram para manter os emissores (agregados) dentro de seu orçamento de carbono pré-alocado. Um imposto sobre o carbono define diretamente um preço para o carbono, definindo uma taxa de imposto sobre as emissões de gases de efeito estufa ou - mais comumente - sobre o teor de carbono dos combustíveis fósseis. É diferente de um ETS em que o resultado de redução de emissão de um imposto de carbono não é pré-definido, mas o preço do carbono é. A escolha do instrumento dependerá das circunstâncias nacionais e econômicas. Há também formas mais indiretas de precificar com mais precisão o carbono, como impostos sobre combustíveis, remoção de subsídios aos combustíveis fósseis e regulamentações que podem incorporar um “custo social do carbono”. As emissões de gases do efeito estufa também podem ser precificadas através de pagamentos para reduções de emissões. . As entidades privadas ou soberanos podem adquirir reduções de emissões para compensar suas próprias emissões (chamadas compensações) ou para apoiar atividades de mitigação por meio de financiamento baseado em resultados. Cerca de 40 países e mais de 20 cidades, estados e províncias já usam mecanismos de precificação de carbono, com mais planejamento para implementá-los no futuro. Juntos, os esquemas de precificação de carbono, atualmente em vigor, cobrem cerca de metade de suas emissões, o que representa cerca de 13% das emissões anuais globais de gases de efeito estufa. Coalizão de Liderança de Precificação de Carbono. A Coalizão de Liderança de Precificação de Carbono é uma parceria voluntária de governos nacionais e subnacionais, empresas e organizações da sociedade civil que concordam em avançar a agenda de precificação de carbono trabalhando em conjunto com o objetivo de longo prazo de um preço de carbono aplicado em todo o mundo. economia por: o fortalecimento das políticas de precificação de carbono para redirecionar investimentos proporcionais à escala do desafio climático; antecipando e fortalecendo a implementação das políticas existentes de precificação de carbono para melhor gerenciar riscos e oportunidades de investimento; e intensificar a cooperação para compartilhar informações, conhecimentos e lições aprendidas sobre o desenvolvimento e implementação de precificação de carbono por meio de várias "prontidão". plataformas. A Coalizão coletará a base de evidências, beneficiando-se da experiência em todo o mundo para projetar e usar a precificação de carbono, e usará essa informação para ajudar a informar o desenvolvimento bem-sucedido de políticas de precificação de carbono e o uso da precificação de carbono nas empresas. Também aprofundará a compreensão do negócio e do argumento econômico para a precificação de carbono. Nessa função, está desenvolvendo caminhos para o uso por empresas, investidores e governos que ilustrarão perspectivas plausíveis sob uma variedade de políticas e cronogramas de precificação de carbono. Finalmente, a coalizão trabalhará para reunir governo e empresas em diálogos de liderança que identifiquem e abordem as questões mais prementes e, ao fazê-lo, acelerem o uso da precificação de carbono em todo o mundo. Por que preço de carbono? A mudança climática é um dos maiores desafios globais do nosso tempo. Ele ameaça reverter décadas de progresso no desenvolvimento e coloca vidas, meios de subsistência e crescimento econômico em risco. Hoje, a ciência é inequívoca: os seres humanos têm impulsionado o aquecimento global através da extensa queima de combustíveis fósseis. Já estamos vendo mudanças no clima em que nossas economias atuais foram construídas. Quatorze dos 15 anos mais quentes desde que a criação de registros começou há mais de 130 anos foram desde a virada deste século. A intensidade de eventos extremos relacionados ao clima também aumentou. Relatórios recentes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) e os relatórios Turn Down the Heat, preparados para o Banco Mundial pelo Instituto Potsdam para Pesquisa sobre o Impacto Climático, fornecem instantâneos da ciência. Eles advertem sobre efeitos perigosos na agricultura, nos recursos hídricos, nos ecossistemas e na saúde humana, caso os países não tomem medidas. Se o mundo aquecer em apenas 2 ° C - aquecimento que pode ser alcançado em 20 a 30 anos - poderemos ver uma escassez generalizada de alimentos, ondas de calor sem precedentes e tempestades mais intensas. Estudos já sugerem que cerca de 1,5 ° C está bloqueado. Para ficar abaixo dos 2 ° C, o IPCC diz que o mundo precisará atingir zero de emissões líquidas antes do final deste século. Isso significa ação agora. O preço do carbono é uma parte essencial da solução. Os argumentos econômicos para a ação também são convincentes. A ação agora pode abrir portas para oportunidades, à medida que os relatórios Somando os Benefícios, Nova Economia Climática e Negócios Arriscados refletem. Atrasar a ação, alerta o IPCC, só aumentará os custos. Líderes governamentais e corporativos compartilham por que apoiam o preço do carbono Catherine McKenna, Ministra do Meio Ambiente do Canadá, fala sobre colocar um preço no carbono em jurisdições do país Entrevista com Feike Sijbesma, CEO da Royal DSM Entrevista com Magdalena Andersson, Ministra das Finanças, Suécia. Líderes Unidos em chamar por um preço em carbono. Pela primeira vez, Chefes de Estado, líderes municipais e provinciais se uniram com o apoio de empresas líderes para exortar países e empresas de todo o mundo a colocarem um preço na poluição por carbono. Esses líderes globais tomaram medidas para precificar o carbono, por meio de programas de comércio de emissões, impostos e taxas de carbono e outros mecanismos de precificação, que fornecem incentivos para investir em uma economia mais verde. Políticas públicas fortes dão ao setor privado a segurança e a previsibilidade para fazer os investimentos necessários a longo prazo no desenvolvimento inteligente do clima e evitar impactos catastróficos das mudanças climáticas. Convocada pelo Presidente do Grupo Banco Mundial, Jim Yong Kim, e pela Diretora-Geral do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, o Painel de Precificação de Carbono está pedindo aos seus pares que sigam sua liderança e ponham um preço sobre o carbono. O apelo vem à frente das conversações climáticas de Paris em dezembro, com o objetivo de estimular uma ação mais rápida e rápida em direção à necessária economia de baixo carbono, produtiva e competitiva do futuro. Eles estão unidos nesse esforço pelo Secretário Geral da OCDE, Angel Gurria. Os membros do Painel de Precificação do Carbono incluem a chanceler alemã Angela Merkel, a presidente chilena Michelle Bachelet, o presidente francês François Hollande, o primeiro-ministro etíope Hailemariam Desalegn, o presidente mexicano Enrique Peña Nieto, o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau, o governador Jerry Brown da Califórnia e o prefeito Eduardo Paes do Rio de Janeiro. O painel oferece um impulso político para complementar as vozes dos líderes do governo e do setor na Coalizão de Liderança de Preços de Carbono - uma plataforma baseada em ações criada em apoio ao preço de carbono de 74 países e 1.000 empresas na Cúpula do Clima das Nações Unidas em setembro de 2014. . O apoio do setor privado vem dos Institutional Investor Calpers dos EUA, da Engie da França, do Mahindra Group of India e da Royal DSM da Holanda que, juntamente com outras empresas líderes, trabalham para vincular as necessidades comerciais às políticas públicas por meio da Carbon Pricing Leadership Coalition. COMPETITIVIDADE E FUGA DE CARBONO. (Coalizão de Liderança de Precificação de Carbono, 2016) (Banco Mundial, 2015) USO DE RECEITAS. (Coalizão de Liderança de Precificação de Carbono, 2016) (Instituto Grantham, GGGI, 2015) (Recursos para o futuro, 2013) (Nova economia climática, 2014) (Centro de Política Fiscal, 2016) (Comissão Eco-Fiscal do Canadá) (Instituto Nicholas e Instituto de Meio Ambiente da Universidade de Ottawa, 2015) (OCDE / Grupo Banco Mundial, 2015) NEGÓCIOS & amp; PREÇO DE CARBONO. (Francês, I4CE, 2016) (UN Global Compact, WRI, 2015) (Parceria para Prontidão do Mercado, 2015) (UN Global Compact, 2014) (Estratégias Climáticas, 2016) (Banco Mundial, 2016) (Banco Mundial, 2014) (Carbon Market Watch, 2015) À medida que os países constroem seus cenários de mitigação de gases de efeito estufa em 2030, 2040 e 2050, eles identificaram cada vez mais políticas eficientes em termos de custo, incluindo instrumentos de precificação de carbono, como elementos essenciais da ação climática proposta. As atividades dos países a esse respeito diferem com base em suas circunstâncias singulares, e vão desde o aprimoramento da “prontidão de precificação de carbono” até o planejamento e o planejamento de vários instrumentos de precificação de carbono. Esta nota fornece atualizações sobre as atividades dos países. Empresas de diversos setores vêem a precificação de carbono como o meio mais eficiente e econômico de enfrentar o desafio climático. Muitas empresas estão expressando apoio à ação do governo para colocar um preço no carbono. Muitos também atribuem um preço ao carbono internamente. Um ETS é um instrumento explícito de precificação de carbono que limita ou limita a quantidade permitida de emissões de gases de efeito estufa e permite que as forças do mercado divulguem o preço do carbono através dos emissores que negociam permissões de emissões. Colocar um preço no carbono. A mudança climática representa um dos maiores desafios globais e ameaça reverter décadas de desenvolvimento e prosperidade. O último relatório do Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança Climática deixa clara a importância de se colocar um preço no carbono para ajudar a limitar o aumento da temperatura média global a dois graus Celsius acima dos níveis pré-industriais. Dependendo das diferentes circunstâncias e prioridades de cada país, vários instrumentos podem ser usados ​​para precificar o carbono para reduzir as emissões de forma eficiente e econômica, como sistemas domésticos de comércio de emissões, impostos sobre carbono, uso de custo social de carbono e / ou pagamentos para reduções de emissões. Os governos estão agindo. Em 2014, cerca de 40 jurisdições nacionais e mais de 20 subnacionais já implementaram ou programaram esquemas de comércio de emissões ou impostos sobre carbono. Juntas, essas jurisdições respondem por mais de 22% das emissões globais. Muitos outros países e jurisdições estão avançando na preparação para precificação de carbono. Juntos, eles representam quase metade das emissões globais de GEE. As corporações estão respondendo. Um número crescente de empresas já está trabalhando dentro dos sistemas de precificação de carbono e desenvolvendo expertise na gestão de suas emissões. Outros estão incorporando metas de redução de gases de efeito estufa em seu planejamento de negócios. Em 2013, mais de 100 empresas em todo o mundo divulgaram publicamente ao CDP que já usam a precificação de carbono como uma ferramenta para gerenciar os riscos e oportunidades para suas operações atuais e lucratividade futura. As empresas vêem que a precificação de carbono é o meio mais eficiente e econômico de reduzir as emissões, levando-as a dar apoio à precificação de carbono. O momento está crescendo. O preço do carbono é inevitável se quisermos produzir um pacote de políticas efetivas e econômicas para apoiar a mitigação ampliada. Maior cooperação internacional é essencial. Os governos prometem trabalhar uns com os outros e as empresas comprometem-se a trabalhar com os governos em direção ao objetivo de longo prazo de um preço de carbono aplicado em toda a economia global por meio de: • o fortalecimento das políticas de precificação de carbono para redirecionar investimentos proporcionais à escala do desafio climático; • antecipar e fortalecer a implementação das políticas existentes de precificação de carbono para melhor gerenciar riscos e oportunidades de investimento; • Melhorar a cooperação para compartilhar informações, conhecimentos e lições aprendidas sobre o desenvolvimento e implementação da precificação de carbono através de várias plataformas de “prontidão”. Convidamos todos os países, empresas e outras partes interessadas a se unirem a essa crescente coalizão de trabalho. Faça o download da declaração (pdf): English | Español | Français |中文. Colocar um preço no carbono. A mudança climática representa um dos maiores desafios globais e ameaça reverter décadas de desenvolvimento e prosperidade. O último relatório do Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança Climática deixa clara a importância de se colocar um preço no carbono para ajudar a limitar o aumento da temperatura média global a dois graus Celsius acima dos níveis pré-industriais. Dependendo das diferentes circunstâncias e prioridades de cada país, vários instrumentos podem ser usados ​​para precificar o carbono para reduzir as emissões de forma eficiente e econômica, como sistemas domésticos de comércio de emissões, impostos sobre carbono, uso de custo social de carbono e / ou pagamentos para reduções de emissões. Os governos estão agindo. Em 2014, cerca de 40 jurisdições nacionais e mais de 20 subnacionais já implementaram ou programaram esquemas de comércio de emissões ou impostos sobre carbono. Juntas, essas jurisdições respondem por mais de 22% das emissões globais. Muitos outros países e jurisdições estão avançando na preparação para precificação de carbono. Juntos, eles representam quase metade das emissões globais de GEE. As corporações estão respondendo. Um número crescente de empresas já está trabalhando dentro dos sistemas de precificação de carbono e desenvolvendo expertise na gestão de suas emissões. Outros estão incorporando metas de redução de gases de efeito estufa em seu planejamento de negócios. Em 2013, mais de 100 empresas em todo o mundo divulgaram publicamente ao CDP que já usam a precificação de carbono como uma ferramenta para gerenciar os riscos e oportunidades para suas operações atuais e lucratividade futura. As empresas vêem que a precificação de carbono é o meio mais eficiente e econômico de reduzir as emissões, levando-as a dar apoio à precificação de carbono. O momento está crescendo. O preço do carbono é inevitável se quisermos produzir um pacote de políticas efetivas e econômicas para apoiar a mitigação ampliada. Maior cooperação internacional é essencial. Os governos prometem trabalhar uns com os outros e as empresas comprometem-se a trabalhar com os governos em direção ao objetivo de longo prazo de um preço de carbono aplicado em toda a economia global por meio de: • o fortalecimento das políticas de precificação de carbono para redirecionar investimentos proporcionais à escala do desafio climático; • antecipar e fortalecer a implementação das políticas existentes de precificação de carbono para melhor gerenciar riscos e oportunidades de investimento; • Melhorar a cooperação para compartilhar informações, conhecimentos e lições aprendidas sobre o desenvolvimento e implementação de precificação de carbono através de várias plataformas de “prontidão”. Convidamos todos os países, empresas e outras partes interessadas a se unirem a essa crescente coalizão de trabalho. Colocar um preço no carbono. A mudança climática representa um dos maiores desafios globais e ameaça reverter décadas de desenvolvimento e prosperidade. O último relatório do Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança Climática deixa clara a importância de se colocar um preço no carbono para ajudar a limitar o aumento da temperatura média global a dois graus Celsius acima dos níveis pré-industriais. Dependendo das diferentes circunstâncias e prioridades de cada país, vários instrumentos podem ser usados ​​para precificar o carbono para reduzir as emissões de forma eficiente e econômica, como sistemas domésticos de comércio de emissões, impostos sobre carbono, uso de custo social de carbono e / ou pagamentos para reduções de emissões. Os governos estão agindo. Em 2014, cerca de 40 jurisdições nacionais e mais de 20 subnacionais já implementaram ou programaram esquemas de comércio de emissões ou impostos sobre carbono. Juntas, essas jurisdições respondem por mais de 22% das emissões globais. Muitos outros países e jurisdições estão avançando na preparação para precificação de carbono. Juntos, eles representam quase metade das emissões globais de GEE. As corporações estão respondendo. Um número crescente de empresas já está trabalhando dentro dos sistemas de precificação de carbono e desenvolvendo expertise na gestão de suas emissões. Outros estão incorporando metas de redução de gases de efeito estufa em seu planejamento de negócios. Em 2013, mais de 100 empresas em todo o mundo divulgaram publicamente ao CDP que já usam a precificação de carbono como uma ferramenta para gerenciar os riscos e oportunidades para suas operações atuais e lucratividade futura. As empresas vêem que a precificação de carbono é o meio mais eficiente e econômico de reduzir as emissões, levando-as a dar apoio à precificação de carbono. O momento está crescendo. O preço do carbono é inevitável se quisermos produzir um pacote de políticas efetivas e econômicas para apoiar a mitigação ampliada. Maior cooperação internacional é essencial. Os governos prometem trabalhar uns com os outros e as empresas comprometem-se a trabalhar com os governos em direção ao objetivo de longo prazo de um preço de carbono aplicado em toda a economia global por meio de: • o fortalecimento das políticas de precificação de carbono para redirecionar investimentos proporcionais à escala do desafio climático; • antecipar e fortalecer a implementação das políticas existentes de precificação de carbono para melhor gerenciar riscos e oportunidades de investimento; • Melhorar a cooperação para compartilhar informações, conhecimentos e lições aprendidas sobre o desenvolvimento e implementação da precificação de carbono através de várias plataformas de “prontidão”. Convidamos todos os países, empresas e outras partes interessadas a se unirem a essa crescente coalizão de trabalho. Colocar um preço no carbono. A mudança climática representa um dos maiores desafios globais e ameaça reverter décadas de desenvolvimento e prosperidade. O último relatório do Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança Climática deixa clara a importância de se colocar um preço no carbono para ajudar a limitar o aumento da temperatura média global a dois graus Celsius acima dos níveis pré-industriais. Dependendo das diferentes circunstâncias e prioridades de cada país, vários instrumentos podem ser usados ​​para precificar o carbono de maneira eficiente e econômica, como sistemas domésticos de comércio de emissões, impostos sobre carbono, uso de custo social de carbono e / ou pagamentos por reduções de emissões. Os governos estão agindo. Em 2014, cerca de 40 jurisdições nacionais e mais de 20 subnacionais já implementaram ou programaram esquemas de comércio de emissões ou impostos sobre carbono. Juntas, essas jurisdições respondem por mais de 22% das emissões globais. Muitos outros países e jurisdições estão avançando na preparação para precificação de carbono. Juntos, eles representam quase metade das emissões globais de GEE. As corporações estão respondendo. Um número crescente de empresas já está trabalhando dentro dos sistemas de precificação de carbono e desenvolvendo expertise na gestão de suas emissões. Outros estão incorporando metas de redução de gases de efeito estufa em seu planejamento de negócios. Em 2013, mais de 100 empresas em todo o mundo divulgaram publicamente ao CDP que já usam a precificação de carbono como uma ferramenta para gerenciar os riscos e oportunidades para suas operações atuais e lucratividade futura. As empresas vêem que a precificação de carbono é o meio mais eficiente e econômico de reduzir as emissões, levando-as a dar apoio à precificação de carbono. O momento está crescendo. O preço do carbono é inevitável se quisermos produzir um pacote de políticas efetivas e econômicas para apoiar a mitigação ampliada. Maior cooperação internacional é essencial. Os governos prometem trabalhar uns com os outros e as empresas comprometem-se a trabalhar com os governos em direção ao objetivo de longo prazo de um preço de carbono aplicado em toda a economia global por meio de: • o fortalecimento das políticas de precificação de carbono para redirecionar investimentos proporcionais à escala do desafio climático; • antecipar e fortalecer a implementação das políticas existentes de precificação de carbono para melhor gerenciar riscos e oportunidades de investimento; • Melhorar a cooperação para compartilhar informações, conhecimentos e lições aprendidas sobre o desenvolvimento e implementação da precificação de carbono através de várias plataformas de “prontidão”. Convidamos todos os países, empresas e outras partes interessadas a se unirem a essa crescente coalizão de trabalho. Redução Certificada de Emissão. Da Wikipedia. As Reduções Certificadas de Emissões (RCEs) são créditos climáticos (ou créditos de carbono) emitidos pelo Conselho Executivo do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) para reduções de emissões obtidas por projetos de MDL e verificados por uma EOD sob as regras do Protocolo de Kyoto. As RCEs podem ser usadas pelos países do Anexo 1 para cumprir seus objetivos de limitação de emissões ou pelos operadores de instalações cobertas pelo Esquema de Comércio de Emissões da União Européia (EU ETS) para cumprir suas obrigações de devolução de permissões, RCEs ou Reduções de Emissões Unidades (ERUs) para as emissões de CO2 de suas instalações. As RCEs podem ser mantidas por entidades governamentais e privadas em contas eletrônicas. Os CERs são de longo prazo (lCER) ou temporários (tCER), dependendo da duração provável de seu benefício. Ambos os tipos de CER podem ser comprados no mercado primário (comprado da parte original que faz a redução) ou no mercado secundário (revendido de um mercado). Atualmente, a maioria das RCEs aprovadas é registrada apenas nas contas do Registro do MDL. É somente quando o CER está realmente sentado na conta de negociação de uma operadora que seu valor pode ser monetizado através da negociação. O International Transaction Log da UNFCCC já validou e transferiu CERs para as contas de alguns registros climáticos nacionais [1], embora os operadores europeus estejam esperando que a Comissão Europeia facilite a transferência de suas unidades para os registros de seus Estados Membros. Referências. Dictionnaire et traducteur pour sites web. Uma nova versão da informação (contenu principal de Sensagent) está disponível em uma página web dupla. LA fen & ecirc; fournit des explications et des traductions contextuelles, c'est- & agrave; -dire sans obliger votre visiteur & agrave; Quitter votre page web! Solução de comércio & eacute; lectronique. Aumentar o conteúdo do site votre. Ajouter de nouveaux contenus Add & agrave; site de votação Depuis Sensagent par XML. Parcourir les produits et les annonces. Obtenir des informations en XML pour filtrer le meilleur contenu. Indexador de imagens et d & eacute; finir des m & eacute; ta-donn & eacute; es. Fixador da significação de chaque m & eacute; ta-donn & eacute; e (multilingue). Suíte Renseignements e agrave; un email de descrição de votre projet. Jeux de lettres. Les jeux de lettre fran & ccedil; ais sont: Lettris é um jeu de lettres gravitationnelles proche de Tetris. Chaque lettre qui appara & icirc; t descer; il faut placer les lettres de telle mani & egrave; re que des mots se forment (gauche, direito, haut et bas) e que do lugar soit lib & eacute; r & eacute; e. Os quartos estão equipados com 3 quartos e 1 cama de solteiro, além de uma grade de 16 lettres. Há mais de 25 possibilidades com a grelha de 25 caixas. Les lettres doivent & ecirc; told adjacentes et les mots les plus longs sont les meilleurs. O participante em concours et enregistrer votre nom à dans la liste de meilleurs joueurs! Jouer. Dictionnaire de la langue fran & ccedil; aise. A plupart des d & eacute; finitions du franch & ccedil; ais sont propos & eacute; es par SenseGates et comportent un approfondissement com Littr & eacute; et plusieurs auteurs techniques sp & eacute; cialis & eacute; s. Le dicionnaire des synonymes é surtout d & eacute; riv & eacute; du dictionnaire int & eacute; gral (TID). L'encyclop & eacute; die fran & ccedil; aise b & eacute; n & eacute; ficie de la licence Wikipedia (GNU). Mudar a língua para obter as tradições. Astuce: parcourir les champs s & eacute; mantiques du dictionnaire analogique en plusieurs langues pour mieux apprendre com sensagent. Copyright & # xa9; 2000-2016 sensagent: Encyclopédie en ligne, Thesaurus, dicionários de definições e mais. Tous droits r & eacute; serv & eacute; s. Os cookies aceitam quatro serviços. Em todo o site de navegação, você deve aceitar cookies de uso. En savoir plus.

Sistema de comércio de emissões traduction francais as leis do comércio de domingo são respeitantes ao comércio dos domingos. para parar ou suspender o comércio suspender las operaciones bursátiles. & # 9830; conta de negociação n (St Ex) cuenta f de explotación. & # 9830; Propriedade comercial n (Brit) zona industrial, polígono m industrial (Sp) & # 9830; Perda de comercio n Perdidas fpl comerciales, Perdidas fpl de explotación. & # 9830; lucros comerciais n beneficios mpl comerciales, beneficios mpl de explotación. parceria não comercial sociedad f no mercantil. negociação n. ano comercial de comercio n. el ejercicio económico trading loss n. la pérdida de explotación termo de negociação n. la condición pregão comercial n. os selos de negociação parqué n. 1) los puntos, 2) los cupones conta de negociação n. la cuenta de explotación lucro comercial n. el beneficio de explotación trading companies n. las sociedades mercantiles empresa comercial de exportação n. la sociedad exportadora sistema de negociação de computadores n. o programa de negociação por ordenador trading de exportação n. las sociedades exportadoras. Resultados encontrados em: Español-Inglés. área comercial nf. área comercial vínculo comercial nm. negociação link condición comercial nf. termo de negociação desvío comercial nm. troca de negociação. Ejemplos y traducciones en contexto. Índice alfabético. Bienvenido al diccionario Collins Inglés-Español. Escrita a palabra que você buscou na parte superior da pantalla. Nuestro diccionario le proceda la entrada mais cercana, asi como resultados similares.
Revisão de Forex oanda
Sistema de comércio de Bh